Era o que a minha mãe me dava antes de qualquer acontecimento que me deixava mais impaciente e me tirava o sono. Há alturas que bem precisava que ela abrisse de novo o frasco e me enfiasse umas colheradas dessa água boca abaixo. Era remédio santo.

24
Ago 10

Saí do serviço mais morta que viva. Hoje, finalmente, consegui sair às 16h - bem, foi mais às 16h30; para quem tem nos últimos dias estado lá fechada das 8 da manhã  a "sabe-se - lá - até - que - horas", foi realmente muuuuuiiiiitoooo bom. Devia ter ido directa ao ginásio e depois para casa cumprir o meu papel de esposa dedicada, mas o cansaço e a neura eram tão grandes que, quando dei por mim, estava a caminho da praia apenas para ficar a olhar para o mar e a apanhar vento em cima.

Parei o carro, caí na tentação de comprar um gelado de limão (que por acaso até era intragável e sabia a Super-Pop. "Bem feita para não seres gulosa!!") e caminhei um pouco ao longo daquele calçadão. O cheiro a maresia, a nortada e o sol tiveram o condão de me animar. Sentei-me no muro sobre a falésia e ali fiquei a olhar as ondas e a ver os surfistas e os banhistas dentro daquela água revolta e sempre gelada.

Lembrei-me que há uns anos atrás costumava fazer isto com alguma frequência e ocorreu-me que o facto de estar mais velha me tem tornado menos espontânea e com um sentido de dever quase doentio. É a única explicação que encontro.

De qualquer forma, qualquer sentimento de culpa de não estar a cumprir todos os deveres rigorosamente planeados na minha cabeça, desapareceu por instantes. Por mim tinha ali ficado até o sol se pôr ou a ventania se tornar insuportável. Infelizmente o Grilo Falante começou a massacrar-me os ouvidos e lá me meti no carro. Mas só lhe fiz metade da vontade - voltei para casa, sim, mas não pela auto-estrada, fui pela estrada nacional, bem mais bonita e que me faz levar 1 hora de caminho.

Posso dizer como o tio Fernando Pessoa; "ai que prazer não cumprir um dever..." (foi ele que disse isto não foi?...) E tenho que fazer isto mais vezes.

 

(não foi tirada hoje mas podia ter sido )

publicado por obosmois às 19:43
 O que é? |  O que é? | favorito
sinto-me:
música: "O mar" - Madredeus

comentário:
Tu escreves bem pá...já me ri com os teus posts...retalhos da vida de uma enfermeira à beira de um ataque de nervos...não te preocupes...essas coisas acontecem a toda a gente...tenham um namorado ou marido, um gato ou dois :D Bjs. Nr.7
Anónimo a 25 de Agosto de 2010 às 17:56

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
17
19
20
21

22
23
25
27
28

29
30


arquivos
2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO